h1

Enlarge! Conheça técnicas de aumento peniano

06/04/2010

Por Gabriela Valente

Quem está acostumado a navegar pela internet já deve ter visto anúncios de aparelhos que prometem dar um upgrade no órgão genital dos rapazes e muita gente pode ter se interessado pelos tais links. Pensando em quão atrativo poderiam ser estas promessas, a revista Playboy do último mês de março publicou uma lista com os principais métodos de “alongamento” peniano existentes no mercado.

As técnicas vão desde massagens e exercícios até intervenções cirúrgicas bastante complexas. O método que é mais divulgado pela rede mundial de computadores é através de uma bomba sucção que, a princípio era usada para tratar impotência sexual forçando o sangue a voltar para a região. No entanto, o uso deste aparelhinho pode causar acumulo de liquido nos tecidos penianos, danos nos vasculares e até disfunção erétil (ou seja, incapacidade de manter o instrumento da garotada em posição de ação).

Bomba peniana disponível no mercado por cerca de R$ 90

 Certos exercícios, como o uso de pesos pendurados ao pênis e massagens com compressa quente também estão entre os métodos mais usados e mais antigos para aumentar alguns milímetros na região genital. Porém, tais práticas devem ser feitas com cuidado, pois podem provocar graves lesões – como estrangulamento peniano, fratura dos corpos cavernosos, rompimento de vasos sanguíneos, perda de sensibilidade e a temida disfunção erétil.

Os procedimentos cirúrgicos também não são os mais seguros de todos. A faloplastia – cirurgia que promove a separação do ligamento que prende o pênis à púbis e colando parte da haste peniana para fora da região pélvica – pode deixar cicatrizes bastante evidentes e causar retração do órgão sexual. A colocação de uma espécie de enxerto entre a pele e o músculo que recobre o corpo peniano é eficiente para aumentar a espessura do órgão. No entanto, substâncias sintéticas podem ser rejeitadas pelo corpo causando necroses (morte de tecidos no organismo vivo) na região.

Ilustração representativa da anatomia peniana

A lipoaspiração da região pubiana pode promover a sensação de alongamento por remover uma camada de gordura que cobre parte da base peniana, deixando o pênis mais evidenciado. Os riscos deste tipo de cirurgia são os mesmos de qualquer outra lipoaspiração e o procedimento deixa cicatrizes nada discretas.

Extensor peniano disponível no mercado por R$ 250

Um dos métodos mais eficientes para o aumento no comprimento peniano e o uso de extensores, elásticos ou de metal, na base da glande. A prática costuma ser indicada para a correção da doença de Peyronie (surgimento de calos fibrosos no corpo peniano) e promove pressão no órgão fazendo com que ele cresça (!). Um estudo publicado pelo “Bitish Journal of Urology International” mostrou que voluntários que usaram o método durante seis meses obtiveram aumento de 32% no comprimento de seu pênis em estado flácido e uma melhora de 36% na qualidade da ereção. Contudo, a técnica pode provocar dores e deve ser praticada sob supervisão médica para evitar traumas e fibroses.

Mesmo com a comprovação de eficácia de alguns destes métodos, certas práticas podem parecer complexos e perigosos. No entanto, ainda existem alternativas mais seguras para quem quer aumentar sua autoestima. É possível administrar doses hormonais em pacientes que ainda no início da puberdade para o aumento peniano. A técnica não surte o mesmo efeito em homens adultos, mas é indicada em muitos casos.

 

Além disso, a velha e boa tesoura pode ajudar aqueles que desejam ver seu amiguinho crescer. Aparar os pelos que contornam a região genital pode promover um efeito semelhante ao da lipoaspiração pubiana. A remoção destes pelos deixam à mostra parte da base peniana evidenciando o tamanho do órgão – apenar tome cuidado para não se ferir ou decapitar o pobre coitado.

Conte-nos sobre suas dúvidas e sugestões pelo e-mail blogpuravolupia@gmail.com e siga o @pura_volupia no Twitter!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: