h1

Relação entre aluno e professor: afinidade ou desrespeito?

26/03/2010

Por Daiana Ferreira

 “Ele disse que queria me ver de fio dental. Falou que eu ficaria linda. Eu tinha 16 anos e estava no colégio”, disse G.C, estudante de jornalismo, hoje com 20 anos.

Até que ponto a relação entre educador e educando deixar de ser vertical, tendo em vista a hierarquia existente no ambiente acadêmico e passa a ser horizontal, situação em que a ligação entre mestre e aprendiz ultrapassa os muros da escola? É culpa da aluna que se insinua para o professor ou é ele, o sedutor? Quem esta faltando com respeito?

Há quem defenda que a relação entre o instrutor e o instruído é antiético, imoral e descabida. “Não consigo pensar numa relação assim. O professor quando decide pela profissão, antes de tudo, tem que saber qual é seu papel na sociedade e dentro da sala de aula”, diz Jussilene Lima de 32 anos estudante do Ensino para Jovens a Adultos (EJA).

Muitos professores adotam uma postura um tanto quanto distanciada dos alunos, pois acreditam que alguns confundem a relação aluno/professor. Daniel de Almeida, 37, professor de Educação Física de uma escola estadual localizada da zona oeste de São Paulo disse que sempre foi assediado por algumas alunas, mas acredita que esta relação é muito complicada “não discrimino quem faz, mas eu não sairia com uma aluna, é minha reputação que esta em jogo”.

Já Helen Rocha com 16 anos na época, hoje recém formada em direito, disse que o professor que lecionava Geografia do Brasil na escola onde estudava queria sair com ela de qualquer jeito, “ele chegava a me perseguir, me chamava a atenção todas as vezes que eu conversava e até me colocava para fora da sala”. Um dia disse ela ao professor, “se você continuar insistindo vou contar para minha mãe”. Ele sabia que eu tinha provas, disse ela a nossa reportagem.

Entretanto, há aqueles que não vêem nenhum problema em se envolver sexualmente com um professor. “Mesmo porque, quem consegue controlar a atração e o tesão? Ninguém. Saí mesmo com ele (professor da faculdade), disse Maria C. de 21 anos. “Ele me convidou para sair, fomos para um barzinho e acabou rolando, e só”.

Quem é culpado? O aluno ou professor? Para mim (Dá), não existe culpado. Se ambos forem adultos, conscientes do que estão fazendo e têm em mente quais as conseqüências que poderão advir sobre eles, não vejo problema algum.

Em relato a nossa repórter, professor de cursinho “y” Carlos Alberto, disse que já ficou com aluna e não vê problema nenhum, “somos adultos” diz ele.

No entanto, quando o envolvimento se dá entre pré-adolescente e até mesmo crianças e seus respectivos professores, é inaceitável, abominável, desrespeitador e imoral. Digno de prisão. É PEDOFILIA!

Alertar os filhos sobre possíveis assédios é dever de todo pai, mãe ou responsável. Infelizmente o perigo, muitas vezes, não mora ao lado, mas habita num ambiente fora de qualquer suspeita: A ESCOLA.

 

RELAÇÃO ENTRE PESSOAS ADULTAS SIM,

PEDOFILIA NÃO!!!!

TODOS CONTRA PEDOFILA!!!

Conte-nos sobre suas dúvidas e sugestões pelo e-mail blogpuravolupia@gmail.com  e siga o @pura_volupia no Twitter!

4 comentários

  1. O tema escolhido por vcs é excelente!
    Muitas vezes não paramos para pensar na repercussão de um relacionamento assim. Bom, concordo com a idéia de que se o(a) aluno(a) tiver maturidade para encarar uma “aventura” como essas não há mal nenhum. Mas cabe tbm ao professor ver até onde pode chegar.
    Parabéns pelo Blog girls, está ótimo!
    Beijos
    Mi


  2. Dá muito pano esse debate, mas eu vejo o contexto, não só a relação professor-aluno. Dependendo do contexto, é normal, de boa.


  3. Achei mto interessante a matéria, conheço vários casos, e não vejo problema nenhum, numa relação amorosa entre professores e alunos, desde que ambos tenham maturidade suficiente, tá valendo.
    bjusss


  4. Gostei da matéria. Achei o depoimento das fontes bem bacana.
    Engraçado é que a matéria segue um “tom” jornalístico, e lá nos últimos dois parágrafos você chuta o balde e solta a opinião! rsrs
    Enfim, tá na reta… tudo certinho. rs

    Não gostei do título;
    Seria legal se você tivesse falado com alguém de Ética, ou da área de Educação;

    Até a próxima.
    M.A.



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: