h1

Sexo com troca de casais atrai públicos diversos

24/03/2010
Por Graziella Severi

Nas casas de swing há todo tipo de frequentadores, desde os assíduos, os curiosos, ou mesmo aqueles que não vão nem para transar e sim, apenas observar os outros. 

 Resumidamente, estes lugares são especializados em proporcionar um ambiente adequado à troca de casais fixos. E, dependendo da casa há a possibilidade da entrada de pessoas desacompanhadas, seja do sexo feminino ou masculino, e este último geralmente paga um valor muito superior para entrar comparado aos demais. Pode haver também um pré-cadastro para melhor controle dos frequentadores.

Realização de fantasias e busca pelo prazer caracterizam swingers

 Em uma casa de swing há diversas possibilidades de realizar fantasias sexuais. Entre elas a própria troca de casais, o ménage à tróis, o exibicionismo, voyeurismo, também são opções podendo ser entre héteros ou homossexuais. A diversidade de pessoas que encontramos em um clube privativo desta categoria é grande. As casas geralmente disponibilizam informações na internet sobre programação, perfil, fotos dos ambientes, normas de conduta, entre outras variedades de informações. É o caso do Casablanca Swing Club, sendo que no site há todos os itens especificados anteriormente, e para quem tiver mais curiosidade acesse o website (considerei o mais sério, não há uma referência sequer a pornografia, podem entrar sem medo!).

Para quem nunca visitou, ou nem ao menos conhece alguém que já tenha ido a um clube fechado desses, uma casa de swing poderia ser considerada como uma “balada liberal”. Todas elas possuem pista de dança, palco para performances, bar, o DJ toca música eletrônica muitas vezes, porém, a diferença está escondidinha atrás de alguma porta ou andar superior. Há labirintos estreitos e pouco iluminados que dão acesso aos mais diversos tipos de ambientes, como quartos abertos com cama coletiva, cubículos com vidros, para prática do exibicionismo, ou mesmo com buracos onde as pessoas expõem partes do corpo a ser tocadas por outros frequentadores. Salas escuras, claras, meia luz, com acesso livre ou restrito, essa diversidade visa atender a todos os gostos possíveis.

Exemplo de cubículo para toque

Aqui onde tudo pode começar...

Importante ressaltar que, em uma verdadeira casa de swing, não há libertinagem, ou seja, vale tudo e você tem que topar tudo. Só valerá tudo se você permitir. O respeito é valor fundamental para prática do swing, assim como a participação de casais reais. Portanto, não é casa de prostituição ou refúgio para tarados non sense.  

O Pura Volúpia entrevistou um real casal de namorados que já foram a uma casa de swing, ele, C. M., Engenheiro, 22 e ela, J. C., Estudante, 19, responderam ao questionário, confira:

 1-     O que o(a) levou a querer ir a uma Casa de Swing?

Ele: “ Simplesmente curiosidade, queria ir com minha namorada para ver se valia a pena o compartilhamento deste tipo de experiência”

Ela: “Pura curiosidade também. A minha intenção era de conhecer a casa, mas sem trocar de parceiro.”

 2-     Quais eram suas expectativas antes da primeira experiência? E depois, a sua opinião em relação a estes ambientes mudou?

Ele: “Achei que fosse a maior zona, com todo mundo fazendo sexo em qualquer lugar. Depois de ter conhecido, minha ideia mudou totalmente, a organização é gigantesca, você encontra muito mais respeito que qualquer outro lugar, o nível do pessoal é totalmente diferente.”

 Ela: “ A expectativa era de um lugar mal organizado. Minha opinião mudou muito, pois é um lugar de classe, muito bem organizado e bem frequentado. Por possuir um preço elevado, acaba por restringir o público alvo. A casa é constituída de vários ambientes e em cada um deles é permitido algum tipo de coisa,  e tudo é muito controlado. O respeito que os frequentadores possuem uns com os outros é muito maior do que o de uma balada, por exemplo.”

 3-     Conte-nos sua experiência. Sinta-se livre.

Ele: “Minha experiência foi muito positiva, foi por curiosidade, e não tive vontade de trocar de parceira, só fiquei observando e curtindo, e ninguém me desrespeitou, nem a mim, nem a minha parceira. Bem diferente de outros lugares que nós estamos acostumados a ver brigar e discussões. Achei muito legal.”

Ela: “A experiência foi muito positiva, pois é surpreendente o respeito com que as pessoas que frequentam este ambiente são tratadas. Você só faz o que você quiser fazer,  e não há preconceito. Você estabelece os seus próprios limites.”

4-     Faria de novo? Pelo sim ou não, explique o porquê.

Ele: “Com certeza! Gostei muito dessa experiência, e recomendo a todos que tiverem essa curiosidade, o lugar é totalmente diferente do que se espera. Muita gente fica com nojo antes de ir, eu digo para não terem, vão mesmo, pois irão se surpreender.”

Ela: “ Sim, pois foi uma experiência muito boa e diferente”

 5-     Na sua opinião, porque as pessoas procuram lugares como estes para transar?

Ele: “As pessoas mais liberais procuram sempre sair da rotina, e por isso sempre tentam algo novo. É um lugar em que você pode deixar suas fantasias mais obscuras aflorarem, por isso a grande procura.”  

 Ela: “Acredito que procuram este tipo de lugar para além de manter relações sexuais, por se sentirem à vontade em realizar algumas de suas fantasias. A maioria das pessoas que eu conheço que também frequentam a casa ou possuem desejo de ir, procuram pela curiosidade ou justamente por fantasias.”

 E você caro leitor, já foi ou gostaria de conhecer uma casa de swing? Queremos saber sua opinião, comentem! 

 Beijos, obrigada e até breve!

Conte-nos sobre suas dúvidas e sugestões pelo e-mail blogpuravolupia@gmail.com  e siga o @pura_volupia no Twitter!

4 comentários

  1. ja penso diferente. tenho muita curiosidade,ate ja falei c minha esposa. tenho vontade,só q eu tenho medo q alguem descubra. tenho vontade de fazer essa troca de casal. saber q outro ta comendo minha esposa. fazendo um boquete,ficando de quatro so pra ele. e tbem ficar juntos os 4, eu acho q na cama vale tdo. minha mulher disse q tem vontade de fuder com outro eu olhando tdo, dizendo ela q é uma fantasia. um dia ainda vou dar esse presente pra ela. só em pensar,fico tdo meladinho.


  2. Tudo é bagagem para a vida, só depende de como encara o fato! Queria ir em uma casa assim para ver como é =D


  3. Em primeiro lugar gostaria de dar parabéns a vocês. O Blog está muito bacana, bastante informativo e com um toque sutil de humor. Informação e conteúdo nem sempre andam juntos, porém por aqui as coisas parece que estão andando muito bem.

    Sobre o Post… eu posso até não ter ido e não ter vontade de ir… Porém sempre bate uma curiosidade…

    Parabéns, meninas.

    Beijos!


  4. Acho que seria mais facil ir com alguem pelo qual não se tem grande afeto,devido ao ciumes que sinto só de imaginar essa situação, mas tenho muita curiosidade e gostaria de ir, só para observar, é claro! (6)



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: